Portugueses sem cheta

Depósitos em queda: Portugueses retiram 305 milhões aos bancos
Digo eu, é natural, após 2,5 anos de austeridade as contas tem de se pagar na mesma, e o pessoal cada vez mais desempregado näo tem maneira de poupar, antes pelo contrário. Os poucos que tinham algum no banco retiram-no… para despesas correntes!
Mas parece que näo… atentem na explicaçäo alternativa, de fonte idónea, pois claro:

A queda é em parte explicada pela “concorrência” do Estado, queixam-se os bancos. Com a melhoria da remuneração em setembro, os Certificados de Aforro assistiram a um reforço das subscrições (atingiram os 157 milhões de euros) e a uma diminuição dos resgates (58 milhões), dando um saldo mensal de 99 milhões de euros. Em outubro, o Estado lançou ainda os Certificados do Tesouro Poupança Mais, um produto que os bancos alegam ser “concorrente” dos depósitos.

Malandröes do Estado! Toda a gente sabe que o Estado serve é para SAFAR os Bancos da falência, e näo para lhes fazer concorrência! Como se atrevem???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *