Suicidados

Entraram e pediram para os levar ao aeroporto.

-Já está!
-Acreditam todos nessa treta do suicídio.
-Até já querem sempre pelo menos dois lá dentro.
-Deixa só até começarmos a vender as soluções 100% automáticas que dispensam pessoal.
-Ah ah ah
-Eh eh eh
-Bem feito!
-Bem pensado, mas temos de deixar passar um pouco de tempo… Até os custos serem um suplício.

Largei-os.
De que estariam eles a falar?

Lixo no forno

lixo no fornpo
Sim, leram bem, isto tecnicamente é, ou seria, lixo.
Daqui só a cebola e o azeite näo eram coisas que estavam a ponto de ser mandadas para o lixo:
– a cara de bacalhau, porque depois de retirados os filetöes o pessoal näo sabe o que fazer com o que sobra, e se ninguém compra vai pro lixo;
– os pimentos, porque já näo estavam lustrosos embora estivessem sem bicheza ou bolor, e se ninguém compra vai pro lixo.

Calhei a passar ao lado da banca e chamou-me a atenc,äo, por ser coisa que nunca vi pelas Finlândias. Referi-o à empregada… e acabei por o levar para casa à borla!
Mmm… que “lixo” delicioso! Obrigado ignorantes finlandeses por este pitéu!
Bacalhau a saber a pato!
Foi acompanhado de batatas assadas no micro-ondas, e para beber foi um Uvas Douradas tinto Bairrada DOC Reserva 2007.

O interesse dos merdia

Que fiz eu para merecer isto?
O que lhes interessa é a palhaçada

O interesse “ao lado” é uma forma de censura pior que a censura.
Pois eles são domesticados para estar “interessados ao lado” por um pérfido mecanismo de selecção pseudo natural: Se te esticas, és despedido. Se a linha editorial não interessa, o jornal é reestruturado.
E assim se mantém vivo o enganador mito da liberdade (Ou da Europa, ou da idoneidade da banca). Eu prefiro outros mitos como o do Adamastor. Esse pelo menos já não engana ninguém.

O aumento do PIB

Juros da dívida de Portugal a descer em todos os prazos
Os juros da dívida de Portugal estavam hoje a descer em todos os prazos em relação a terça-feira, depois do “chumbo” do Tribunal Constitucional e alinhados com os juros da Irlanda, Itália e de Espanha…

– – –

Pois então se a decisão do TC faz aumentar o PIB e concomitantemente baixa o rácio dívida/PIB…
Os “mercados” são conhecidos por não apreciarem altos rácios dívida/PIB.

– – –
Por outro lado este é mais um prego no caixão do Euro. Vamos ver se ele morre, se fica zombie, ou se medra.

– – –
Outra coisa: Qual é a palavra que vem à cabeça quando se trata do verbo medrar?
http://www.dicio.com.br/medrar/

Nós pagamos para eles. Até quando?

Reparem bem nestas duas notícias no DN do mesmo dia:

DN21Fev14Neste Diário de Notícias, duas noticiazinhas muito juntinhas. Será que foi de propósito?

Eles fojem com brutos ordenados e nós pagamos!
Isto é grotesco! Estão a gozar conosco!!

Eles a locupletar-se e nós a fazermos a austeridade.
Irra!

Que grande caso de Top-Porco!!

O Raposo e o Coelho

Então fui ao Teatro da Trindade ver o Zorro.

Zorro dá cabo deles
Vulpini, Zorro, Raposa

E qual não é o meu espanto quando o Mau entra em cena e faz um dicurso mentiroso, egoísta mas a parecer que era ele que se sacrificava, em que diz que todos temos que fazer sacrificios e apertar o cinto, e com isto todos excepto ele teriam de trabalhar mais e receber menos.
Que em nome do futuro e da sustentabilidade tinha de ser assim.
Que ele era um benfeitor, quando na verdade era o coveiro.
E que o melhor era mesmo os jovens emigrarem.
E assim se consumava o genocídio do futuro enquanto ele falava de esperança e de um porvir abastado.
Parecia mesmo um Coelho real.

Só é pena que que não haja mesmo Zorros, para o desmascararem e terminar-lhe com a funesta carreira.

– – –
A peça vale mesmo a pena. Diverti-me imenso.

Crimes contra a humanidade

O Euro, essa WMD
Euro is a WMD

Impávido, inamovível das suas convicções, o coelho coveiro do país comanda e incita a sua manada na labuta diária do empobrecimento imposto por aqueles internacionais que às quartas e sábados são contra a austeridade e que às quintas e terças são a favor e que nos outros dias exercitam o silêncio demagógico, enquanto auscultam os ventos, as sortes e os agiotas.

– – –
2010:
Mais de 300 mil jovens portugueses não têm qualquer actividade

2012:
Mais de 430 mil jovens portugueses não trabalham nem estudam.

E só não são mais porque:
Portugal perdeu 65 mil jovens activos num ano.

Esta geração nem-nem foi encurralada e agora está a ser dizimada. Não podem completar o seu ciclo de vida. Passam de juvenis a senis, sem se poderem reproduzir, sem darem fruto. Na Asia procriam e na Europa definham. E depois?
É a economia contra a biologia. O genocídio do futuro está em marcha. Está a acontecer neste momento! E o pior é que não é só em Portugal. Mas é aqui que eu vejo e é aqui que me dói mais.
Srs. ignorantes que nos governam: Vejam os dados demográficos! Vejam a pirâmide etária!
Arrependam-se! Arrependam-se! Façam penitência!
A Europa não pode ser gerida assim.

Um verdadeiro crime contra a humanidade perpetrado pela troika-coelho e seus acólitos.
Viva o Euro, a maior arma de destruição em massa!!

Para quê?

Portugueses sem cheta

Depósitos em queda: Portugueses retiram 305 milhões aos bancos
Digo eu, é natural, após 2,5 anos de austeridade as contas tem de se pagar na mesma, e o pessoal cada vez mais desempregado näo tem maneira de poupar, antes pelo contrário. Os poucos que tinham algum no banco retiram-no… para despesas correntes!
Mas parece que näo… atentem na explicaçäo alternativa, de fonte idónea, pois claro:

A queda é em parte explicada pela “concorrência” do Estado, queixam-se os bancos. Com a melhoria da remuneração em setembro, os Certificados de Aforro assistiram a um reforço das subscrições (atingiram os 157 milhões de euros) e a uma diminuição dos resgates (58 milhões), dando um saldo mensal de 99 milhões de euros. Em outubro, o Estado lançou ainda os Certificados do Tesouro Poupança Mais, um produto que os bancos alegam ser “concorrente” dos depósitos.

Malandröes do Estado! Toda a gente sabe que o Estado serve é para SAFAR os Bancos da falência, e näo para lhes fazer concorrência! Como se atrevem???