Ultimatum

Tinham pinta de não ser de cá e lá os levei para o aeroporto.
-Então como é? Sempre vais?
-Tenho de ir para onde sou preciso.
-Mas aquilo não se vai resolver às boas?
-Não, já lhes demos um ultimatum até às três da matina, mas lá
pela meia noite vamos dizer que fomos atacados e TUMBA! neles.
-Assim, sem mais nada?
-Tem que ser. Não podemos perder tempo.
-Então boa sorte.
-Eles é que vão precisar de boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *