Magusto sem castanhas

Provavelmente sou mais conservador do que pensava que seria, mas não admito convidarem-me para um magusto sem castanhas.

O magusto é celebrado sempre com castanhas ou similar. Isso foi estudado e documentado por antropólogos no passado(1) e, até domingo passado, nunca me passou pela cabeça assistir, e participar, a um magusto sem castanhas.

Nada como conhecer uns espécimes da geração que fica meio degrau abaixo da minha, para de repente começar a ver o mundo todo às avessas.

Inacreditável

Eram bolos, e queijos, e vinho, e nachos, chouriços, e mais bolos, e tartes e quiches, e o raio que os parta… e nada de castanhas. Vou comprar 10 kg de castanhas e convidar aqueles palermas para um magusto. Um magusto a sério. Um magusto com castanhas.

—————–
(1) Leite de Vasconcelos, Opúsculos Etnologia — volumes VII, Lisboa, Imprensa Nacional, 1938

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *