Coisas que se vêm no hospital

Coisas que se vêm no hospital:
… e então estava à espera do elevador quando apareceu este grupo com o chinesito ao colo. Tinha 6, 7 anos. O rosto estava uma lástima. Olhos negros, sangue pisado, maçãs maceradas. Violência marcante e continuada.
Deu-me pena por ele, nojo pelos infrahumanos perpetradores de tais actos.
Incapaz de voltar a olhar, agucei o ouvido.
Eram de Segurança Social e estavam, a tomar conta dele. Por aquilo que ouvi e com um toque de imaginação juntei os pontos da história. Parece que tinha vindo para Portugal com um casal (gold?). Os documentos falsamente o davam como filho, mas que tinha sido comprado (como escravo?) aos pais verdadeiros.
Enfim… Nem sei se ouvi bem.
Mas que tinha a cara feita num bolo, lá isso tinha.
Este mundo é muito cão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *