Pálo Ranger – II

Este tipo é mesmo um anormal. Não o admitia nem para porteiro de uma ETAR, nem para varredor da Câmara. E, no entanto, é deputado europeu. É um exemplo flagrante do compadrio na política. Só não percebo quem é que são os compadres que ajudam e apoiam este demente.

Acusou um partido/política de ser um vírus. Levou uma resposta à altura, inteligente, culta e recheda de história. E agora vai-se queixar à mamã e ao papá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *