Manecon

Manecon, Fogo (Cabo Verde) tinto [s.d.], 14% de álcool. Um vinho fantástico, extremamente bem feito, acre, sem uma pitada de doce, sabe a uvas daquelas mais azedas e/ou amardas como são tipicamente as uvas de vinho. Um vinho honesto, sem truques. Não sei quem foi o enólogo, ou se têm enólogo, provavelmente não têm, mas dadas as condições climáticas da região e da adega em Chã das Caldeiras, tiveram imensa sorte em conseguir um vinho assim. Já tinha provado um vinho Manecon em 1994 ou 1995 e era um vinho que borbulhava enxofre e devia ter por volta de 16%. Provem este e vejam o que é um vinho verdadeiro!

Era bom mas chegou ao fim. Abrimos outra.

Reguengos, Alentejo tinto 2009 Reserva, 14% de álcool, Trincadeira, Aragonez, Tinta Caiada e Alicante Bouschet. Mais doce, mais encorpado e com mais madeira que o Manecon. Um vinho com alguma complexidade de sabores, mas o carvalho deve ser americano, pois sobrepõe-se demasiado ao sabor do vinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *