O verdadeiro fadista

Francisco Louçã

“A Grécia tem sido o futuro de Portugal”

louçã

O que me deixa confuso no discurso de algumas cabeças proeminentes da esquerda – que sempre foram contra o Fado, eleito por eles como o hino salazarista por excelência – é que são os tipos que mais se lamentam, os que mais choram a nossa desgraça, os que pintam o nosso futuro mais negro.

São uns verdadeiros fadistas, que nem o Salazar era.

3 comentários em “O verdadeiro fadista”

  1. Não vi o documentário todo (estou cheio de trabalho), mas diz algumas verdades. O problema é a globalização e o povo querer continuar a comprar bens importados. E mesmo que nos dissessem agora que podemos ser livres, mas para isso vai deixar de haver automóveis e gasolina, nós íamos preferir o caminho atual. Eu, pelo menos, prefiro (enquanto tiver trabalho, depois logo se vê).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *