façam as contas

Um milhão de portugueses vai ficar sem o subsídio de férias e o subsídio de natal. É o assalto aos funcionários públicos. A 1000 euros por cada um, são 2000 euros num ano. Em dois anos, 4000 euros a cada um. No total, são 4000 milhões de euros de roubo, ou seja, de receita.

O buraco surpresa da madeira são 5000 milhões de euros. Todo o dinheiro que se vai retirar aos funcionários públicos não chega para pagar o buraco que a madeira nos revelou há 15 dias e cujo pagamento os credores agora exigem. Com o assalto mais violento de que há memória, ainda ficam a faltar 1000 milhões de euros.

Até hoje, nenhum dos assaltos serviu para resolver a crise que existia. Todos os assaltos serviram para resolver novas situações que se declararam já depois da crise. Continuamos a pagar buracos do PSD. A crise, infelizmente, continua por atacar, e, entretanto, gastaram-se os recursos que podiam ajudar a resolvê-la.

P.S.: Temos más notícias. Faltam mais mil milhões de euros. Ainda é preciso ir ao cú de mais alguém.

3 comentários em “façam as contas”

  1. O escrotinador oferece suas nalgas para serem sacrificadas a Säo Troca-os-Passos Cu-oleho?
    Aplauso ao corajoso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *