Fábula dos burros e das vacas

… e então naqueles tempos o ministro alemão confrontou o grego e disse-lhe:

Solidariedade!
Passa para cá o burro

-Vós tendes dois burros. Pelas regras da solidariedade europeia estais acima da vossa quota. Um dos burros tem que vir para aqui.
-O quê?
-É assim mesmo. Um dos burros tem que ficar aqui. Em prol da união, da solidariedade europeia.
E o grego lá concordou.

À noite, ao chegar ao parlamento doméstico,
a mulher questiona-o:
-Então o outro burro?
-Foi para a Alemanha.
-Para a Alemanha? Tás parvo?
E o grego lá se explicou. E a mulher, sagaz, informou-o:
Mas olha lá: Eles têm duas vacas. Amanhã tens de trazer uma!

Pede-lhe a vaca
Tás parvo?

Ao outro dia, na reunião do eurogrupo, o grego pediu a vaca.
E o alemão repondeu-lhe:
– Essa conversa da solidariedade europeia é só para os burros.

Cambada...
Vacas? Isso é que era bom!

Mercados

O que é que dá valor ao dinheiro?
As pessoas que o querem.
É a lógica dos mercados.
– –
Usando essa lógica a China prepara-se para:
a) Vender dolares ao desbarato
b) Exigir que os pagamentos dos juros das dívidas soberanas detida pela China sejam pagos não em Euros, ou Dolares, mas em moeda chinesa.

Desde a passada segunda feira, altura do surgimento destes rumores, que o Dolar, o Euro, a Libra, o Yen, … não param de desvalorizar (ou melhor, o Yuan não pára de subir)

A canga está montada, e agora está a ser aferrolhada.

Como medida humanitária, e para limitar os nefastos efeitos que tal crise monetária poderá ocasionar, a China já propôs aos EUA uma limitação das despesas. Para isso já se disponibilizou para lhes comprar a frota do Pacífico.